09 agosto 2011

長崎 - NAGASAKI

Para alguns comediantes que andam uns por este tão fascinante quanto patológico mundo da blogosfera, e outros escritores dos me(r)dia ou locutores arregimentados do sistema, todos eles arvorados em "democratas" e defensores não sei bem do quê, só os "maus" (sempre absolutos, claro está) praticaram crimes. É natural, fruto de gerações, de culpabilizações incutidas e de uma (des)educação politicamente orientada pela cartilha da "canhota", são assim. Verdadeiramente não têm muita culpa. Para eles as bombas atómicas sobre o Japão foram uma espécie de benção para todos... americanos e, naturalmente, japoneses. No estupidificante ideário cultural americano até se celebrava a "Miss Atomic Bomb" (na imagem a do ano de 1957, Lee A. Merlin, último ano desta imbecilidade que durou desde 1952)... Tal foi, porém, sentido pelos japoneses como uma "benção" seguramente idêntica à percepção dos chineses para aquela que estes fizeram abater sobre Nanquim em Dezembro de 1937...


Enfim, o imorredoiro D. Quixote, do notável escritor castelhano Cervantes, deixou muitos seguidores, mais do que o próprio alguma vez poderia ter imaginado.


Podem dar as voltas que derem mas Nagasaki, faz hoje 66 a esta hora, foi mais um crime dos "bons" contra a humanidade, sem julgamento claro está, até porque foi uma benção...





(O "cogumelo" de Nagasaki)





(Só a Torii [鳥居]- portão - de um templo Shinto não pereceu ante a fúria destruidora)



(Como em Hiroshima dias antes, incapazes de entender o que lhes sucedeu os sobreviventes de Nagasaki definham e morrem, incapazes de perceberam a benção por que passavam...)

Etiquetas: , , , , ,

3 Comments:

Blogger Anti-ex-ariano said...

O anti-americanismo, assim como o anti-sionismo declarado, afastam muita gente do nacionalismo, caro Professor.

Não estou a dizer que o Professor não tem razão quanto ao crime cometido em Nagasaki mas, do ponto de vista estratégico e atendendo a que o crescimento dos partidos nacionalistas na Europa tem sido sustentado essencialmente por um discurso anti-islâmico e, frequentemente, pró-Israel (PVV, FN, SD,…) posts como este podem constituir um valente tiro no pé.

O eleitorado nacionalista é tanto pró como anti-americano. Daí a necessidade de os dirigentes nacionalistas não tomarem posições concretas acerca de matérias como esta, a menos que sejam solicitados a fazê-lo. Digo isto como nacionalista preocupado com o crescimento do PNR, não como um antagonista.

Cumprimentos.

terça-feira, 09 agosto, 2011  
Blogger HNO said...

Meu caro leitor,
agradeço, sinceramente,as suas palavras, plenas de consideração, cuidado e estima.
mas esta trin«buna é MINHA e não do PNR (que é o meu partido). Aqui, como se terá apercebido, não se fazem jogos de cintura e, por exemplo, pró-Israel lamento mas aqui não encontrarão.
Agradeço, uma vez mais, a sua sincera preocupação e esclareço-o que, desde o mês passado sou apenas um mero militante de base do PNR que, enquanto tal, em qualquer circunstância (e com a argumentação que for capaz de verter)assumirá o que aqui se escreve.
Obrigado uma vez mais e um abraço.

terça-feira, 09 agosto, 2011  
Blogger Gonçalo Costa Cordeiro said...

Caro Professor.
Como sabe, sou leitor atento desta casa, mas, depois de 3 semanas em Espanha (Jornadas Mundiais da Juventude), não me foi possível acompanhar os acontecimentos e respectivos posts.

Sobre este e concreto, aconselho uma pesquisa sobre o Padre Pedro Arrupe, Jesuita, e que foi Superior Geral da Companhia de Jesus. Será Santo um dia por certo.

Mas essencial e ver o trabalho (santo!) que desenvolveu depois deste crime, em prol das populações Japonesas afectadas pela bomba! Asseguro que ficara espantado. E como sei que, apesar de não ter especial sensibilidade religiosa no momento, há uma devoção em si ao Beato Nuno de Santa Maria, pode ser que se inspire com mais uma vida de um santo!

Um forte abraço.

Gonçalo Costa Cordeiro

segunda-feira, 22 agosto, 2011  

Enviar um comentário

<< Home