07 setembro 2008

SURPREENDENTE?

Ontem surpreendi-me (confesso-vos que não sei como me surpreende ainda a televisão em Portugal) ao ver a novela da TVI "A Outra".
Um casal de africanos comentava a sua ida a um casamento e que não deviam ir vestidos à europeus, antes com os seus trajes tradicionais angolanos, dizia o homem: "não devemos ter vergonha da nossa cultura e ter que andar como eles". À sua filha, "portuguesa" aconselhavam que fosse como pretendesse, ou à europeia ou à africana.
Nada temos a opôr à defesa da identidade de todos quantos, quanto à filha de tal casal ser "portuguesa" já mais haveria a dizer.
Sobre também o que muito haveria a dizer é sobre a liberdade dada a africanos para assim se exprimirem vedando-se a europeus (sob o anátema de racismo) idêntico direito, mas pode ser que ainda um dia perceba porquê.
A defesa da identidade em uns é o racismo em outros...

Etiquetas: , ,

6 Comments:

Blogger harms said...

Por acaso, estava na internet e tinha a televisão ligada e vi essa cena. Pensei para comigo que o argumentista deve ter achado aquela tirada brilhante - se foi ele a pô-la lá - e altamente relevante, do ponto de vista social. Afinal, é muito importante a auto-estima das minorias. Que no caso dos brancos é o tal racismo, quando não nazi-fascismo.

domingo, 07 setembro, 2008  
Blogger HNO said...

É assim, caríssimo, este "admirável mundo novo".
Um forte abraço

segunda-feira, 08 setembro, 2008  
Blogger Camila said...

Olá Humberto.

Se há coisa que não imaginava no amigo era que assistisse a "novelas", com a agravante ainda das transmitidas por essa referência do audiovisual como é a TVi.

Nem mesmo por descuído.

Vacinei-me a tempo contra as mensagens que pretendem transmitir para o público e por isso é que o rectângulo está cada vez mais modernaço.

Nem sequer me preocupo com a inteligência adquirida porque essa então, até sobeja.

Abracinho

Camila

segunda-feira, 08 setembro, 2008  
Blogger Mitómano Arrependido said...

Este comentário não esta relacionado com este post, mas sim com outro que tinha a imagem da cidade de Evora...

Porque é que o senhor considera o Marcelino da Mata português e não considera o Nelson Evora português?

Bem sei que Evora nasceu na Costa do Marfim mas os seus pais eram naturais de Cabo Verde e, visto que os pais do atleta nasceram antes de 74, Evora é de facto filho de portugueses...Pelo menos tão portugueses como Marcelino da Mata...

Cumprimentos,
M. A.

quarta-feira, 10 setembro, 2008  
Blogger HNO said...

Meu Caro M.A.,
Porque como disse, e muito bem, Nélson Évora nasceu na Costa do Marfim e que eu saiba, à data do seu nascimento os seus pais seriam de Cabo Verde (país independente) e não de Cabo Verde (português e ex província ultramarina).Se nasceram antes de 74 poderiam ter optado por Portugal e não o fizeram, correcto?
Além de que os méritos de Marcelino da Mata nascido português vão muito para além de uma medalha olímpica.
Pelo menos no meu entendimento.

quarta-feira, 10 setembro, 2008  
Blogger Mitómano Arrependido said...

Caro HNO,

Como penso que sabe nem todos os que nasceram antes de 74 no nosso Ultramar tiveram a hipotese de optar (veja-se o exemplo de muitos dos militares africanos que lutaram pela nossa Pátria, nomeadamente na Guiné, e que hoje ainda lá estão esquecidos).

Esquecendo o facto de os pais de Évora terem ou não optado por algo - porque não podemos saber concretamente se essa opção foi feita, impedida, tentada, etc - o que nos devemos perguntar é se Nelson Évora é ou não português, se partilha dos nossos valores, se se sente português (apesar das suas origens, que as tem, tal como Marcelino da Mata)e se representa dignamente no nosso povo.

As vezes, na ansia de combater o flagelo da imigração ilegal descontrolada, somos tentados a cair em certo tipo de extremismos que devem ser evitados para que as posições a ter sobre esta matéria sejam levados a sério...

Não me consigo deixar de rir sempre que algum dos meus camaradas, ao ver um tipo mulato a falar com sotaque alentejano ou minhoto me diz que ele não é portugues...Isso a mim soa-me a racismo. Só não aplico isto a si porque pelos vistos é amigo do M. Mata que é preto...

Cumprimentos,
M.A

Olha foi golo do Nani!!!

quarta-feira, 10 setembro, 2008  

Enviar um comentário

<< Home