16 julho 2009

O DOMINGO É SAGRADO

A assembleia nacional francesa votou ontem a proposta de lei Mallié (aprovada com 282 votos favoráveis e 238 contrários) relativa à liberalização do trabalho ao Domingo. Até à decisão final do senado o Instituto Civitas promete travar uma feroz batalha contra mais este infâme ataque à sociedade, à família e à matriz cristã da França.
Em tempos de tanta tolerância - naquele mesmo país - para com os sábados judaicos as sextas-feiras islâmicas e restante cotejo de exigências de cariz religioso ou étnico, sempre alto e bom som apregoados em nome da modernidade, da multiculturalidade, da tolerância, do respeito, da integração e da sã convivência não pode, quem não seja cego ou inconsciente, deixar de notar que este torpe pensamento "politicamentecorretês" ataca sempre no mesmo sentido e contra os mesmos: nós Europeus. O assalto da mundialização espúria visa apenas, e somente, o abastardamento da civilização europeia, venha lá ela mascarada de "tolerância" ou de qualquer outro "travesti"... Cada vez mais a "liberdade religiosa" é só para os de fora, os de cá que se verguem aos ditames dos seus inimigos de fé, de cultura e de identidade.

Etiquetas: , ,

2 Comments:

Blogger Euro-Ultramarino said...

Caro Amigo,
Com um chefe do Estado sem uma só gota de sangue francês, e acabado de chegar ao hexágono, tudo parece que marcha conforme a cartilha desnacionalizante.
Abr.

quinta-feira, 16 julho, 2009  
Blogger Skedsen said...

É o desmembrar da europa,aos poucos.Gostaria era de ver os esquerdistas vir dizer alguma coisa sobre isto!Pois,pois...
Já não há vergonha...

sexta-feira, 17 julho, 2009  

Enviar um comentário

<< Home