13 abril 2009

PARA IR LÁ DIZER O MESMO... NÃO VALE A PENA...

Aproximam-se as eleições Europeias e sobre elas importa tecer algumas breves considerações.
1. É importante que todos os que desejam uma mudança efectiva participem activamente nestas eleições;
2. É um desperdício votar nos partidos do sistema. A presença portuguesa no Parlamento Europeu representa cerca de 3% dos votos totais. É escusado engrossar as vozes do Partido Popular Europeu (a que pertencem PSD e CDS... como pretendem eles internamente serem diferentes um do outro?) ou do Grupo Socialista onde, verdadeiramente, somos insignificantes. Assim, só uma voz diferente, ousada e crítica pode fazer sentido;
3. É fundamental dar força aos que ousam expor este modelo e criticam a Europa que meteram por nós a dentro;
4. É importante, para a defesa e futuro de Portugal que dês força ao projecto do PNR que afirma sem equívocos que, sendo aquilo que recebemos muito menos e de menor importância do que aquilo de que abdicamos, a União Europeia prejudica Portugal.
Contamos contigo. Não fiques em casa esperando que a mudança aconteça. Participa nela e castiga aqueles partidos que criaram nos portugueses a sensação de que não vale a pena votar!

Etiquetas: ,

3 Comments:

Blogger Samurai said...

Pode contar com o meu voto, de um amigo, contra o sistema.

segunda-feira, 13 abril, 2009  
Blogger Maria said...

Digamos que, em virtude do que tenho vindo a ler nestes últimos tempos no seu Blog e noutros igualmente patrióticos e sobretudo porque o seu representa finalmente um partido que não bajula o sistema nem a ele pertence, estou pràticamente convencida a ir votar nas próximas eleições. Isto, depois de muitos anos em que sinceramente achei que não valia a pena. Para quê votar para dar mais poder, eleição após eleição, a um bando de vigaristas que, desrespeitando escandalosa e sistemàticamente a vontade do povo, tem vindo a manipular sucessivamente o resultado de todas as eleições desde 1976? Eles querem o poder pelo poder - o povo português interessa-lhes peva - e só o largarão pela força. Temos tido a prova cabal disto mesmo, os piores escândalos que poriam de pantanas qualquer governo e até sistema político, de não importa que país do mundo incluíndo os despóticos, deixam-nos perfeitamente incólumes. E isto passa-se mesmo que o povo diga à boca pequena, desde há muitos anos, que não quer burlões nem corruptos à frente da governação. E, desde há SETE bem contados, grite a plenos pulmões que quer esta indigna classe política arredada do poder porque, salvo raras excepções, toda ela está metida na pedofilia. Depois do que se viu e do que mais se verá, valeria/valerá a pena ter ido/ir votar nos partidos de gente tão indecente? Claro que não.
Só vale pena votar quando se está perante uma democracia genuína (esta nunca o foi e a transparência e a verdade do sistema consecutivamente anunciadas, nunca passaram de um sofisma porque sempre estiveram ausentes e a farsa mal e porcamente representada, que apesar de tudo os levou ao poder, foi uma quimera que a ingenuidade dos portugueses fez aceitar), garante da lisura do processo, no qual cada boletim de voto depositado na urna será religiosamente respeitado. O que nunca sucedeu nem NUNCA sucederá enquanto esta quadrilha de malfeitores mandar no nosso País.

Se um partido independente como PNR (creio ser o único com estas características específicas a concorrer às próximas eleições) tiver força suficiente para lutar sózinho e vencer semelhante polvo, tal feito heróico será uma extraordinária pedrada no charco na história desta falsa democracia.
Maria

terça-feira, 14 abril, 2009  
Blogger Firefly said...

Pois também pode contar com o meu e com o de outra amiga, também contra o sistema.

terça-feira, 14 abril, 2009  

Enviar um comentário

<< Home